Oswaldo Montenegro (rss)

Oswaldo Montenegro - Estrada Nova (2002, acústico)

Notapor Roy58 » Dom 14 Abr, 2013 5:20 am

Una preciosa canción. Ésta y "A Vida Quis Assim" son las razones más poderosas de porqué me gusta tanto el material de este cantautor. Un tema romántico con ese tono señorial que tanto me gusta. Melódicamente PODEROSA!

Imagen


(versión estudio 2002)


(versión acústico subido por sidneitsouza)

Letra

Eu conheço o medo de ir embora
não saber o que fazer com a mão
Gritar pro mundo e saber
que o mundo não presta atenção

Eu conheço o medo de ir embora,
embora não pareça, a dor vai passar

Lembra se puder,
se não der, esqueça
De algum jeito vai passar
(bis)

O sol já nasceu na estrada nova
e mesmo que eu impeça, ele vai brilhar

Lembra se puder,
se não der esqueça
De algum jeito vai passar
(bis)

Eu conheço o medo de ir embora
O futuro agarra a sua mão
Será que é o trem que passou
ou passou quem fica na estação?

Eu conheço o medo de ir embora
e nada que interessa se pode guardar

Lembra se puder,
se não der esqueça
De algum jeito vai passar
(bis)

O sol já nasceu na estrada nova
e mesmo que eu impeça, ele vai brilhar

Lembra se puder,
se não der esqueça
De algum jeito vai passar
(bis)


Traducción

Yo conozco el miedo de marcharse
no saber qué hacer con la mano
Gritarle al mundo y saber
que el mundo no presta atención

Yo conozco el miedo de marcharse
a pesar que no parezca, el dolor va a pasar

Recuerda si puedes
si no da, olvida
De alguna manera va a pasar

El sol ya nació en la carretera nueva
y aún cuando yo lo impida, él va a brillar

Recuerda si puedes
si no da, olvida
de alguna manera va a pasar

Yo conozco el miedo de marcharse
el futuro agarra tu mano
Será que es el tren que pasó
o pasó quien se queda en la estación?

Yo conozco el miedo de marcharse
y nada que interesa se puede guardar

"¡El hombre se hace viejo muy rápido pero se hace sabio demasiado tarde!"
Avatar de Usuario
Roy58
Moderador
 
Mensajes: 7668
Registrado: Mié 14 Feb, 2007 10:58 pm
Ubicación: Puente del Mundo, Corazón del Universo
Gracias dadas: 1667
Gracias recibidas: 1624

Oswaldo Montenegro & Roberto Menescal - Chão de Giz

Notapor Roy58 » Dom 14 Abr, 2013 5:54 am

Chão de Giz (Piso de Tiza) permitió la feliz unión de estos dos grandes


(subido por mariadelbel)

Letra

Eu desço dessa solidão,
espalho coisas sobre um chão de giz
Há meros devaneios tolos a me torturar
Fotografias recortadas em jornais de folhas amiúde
Eu vou te jogar num pano de guardar confetes
Eu vou te jogar num pano de guardar confetes

Disparo balas de canhão,
é inútil pois existe um grão vizir
Há tantas violetas velhas sem um colibri
Queria usar quem sabe uma camisa de força ou de vênus
Mas não vão gozar de nós apenas um cigarro
Nem vou lhe beijar gastando assim o meu batom

Agora pego um caminhão, na lona
vou a nocaute outra vez
Pra sempre fui acorrentado
no seu calcanhar
Meus vinte anos de "boy, that's over, baby",
Freud explica
Mas não vou me sujar fumando apenas um cigarro
Nem vou lhe beijar gastando assim o meu batom
Quanto ao pano dos confetes já passou meu carnaval
e isso explica porque o sexo é assunto popular

No mais estou indo embora
(3 veces)

Eu desço dessa solidão,
espalho coisas sobre um chão de giz

Valeu
"¡El hombre se hace viejo muy rápido pero se hace sabio demasiado tarde!"
Avatar de Usuario
Roy58
Moderador
 
Mensajes: 7668
Registrado: Mié 14 Feb, 2007 10:58 pm
Ubicación: Puente del Mundo, Corazón del Universo
Gracias dadas: 1667
Gracias recibidas: 1624

Oswaldo Montenegro - Eu Quero Ser Feliz Agora

Notapor Roy58 » Dom 14 Abr, 2013 6:05 am



Letra

Se alguém disser pra você não cantar
Deixar teu sonho ali pr'uma outra hora
Que a segurança exige medo
Que quem tem medo Deus adora

Se alguém disser pra você não dançar
Que nessa festa você tá de fora
Que você volte pro rebanho.
Não acredite, grite, sem demora

Eu quero ser feliz Agora (bis)

Se alguém vier com papo perigoso de dizer que é preciso paciência pra viver
Que andando ali quieto
Comportado, limitado
Só coitado, você não vai se perder
Que manso imitando uma boiada,
você vai boca fechada pro curral sem merecer
Que Deus só manda ajuda a quem se ferra,
e quando o guarda-chuva emperra certamente vai chover
Se joga na primeira ousadia, que tá pra nascer o dia do futuro que te adora.
E bota o microfone na lapela, olha pra vida e diz pra ela

Eu quero ser feliz agora (bis)

Se alguém disser pra você não cantar
Deixar teu sonho ali pr'uma outra hora
Que a segurança exige medo
E que quem tem medo deus adora

Se alguém disser pra você não dançar
E que nessa festa você tá de fora
Que volte pro rebanho.

Não acredite, grite, sem demora

Eu quero ser feliz Agora
(3 veces)
"¡El hombre se hace viejo muy rápido pero se hace sabio demasiado tarde!"
Avatar de Usuario
Roy58
Moderador
 
Mensajes: 7668
Registrado: Mié 14 Feb, 2007 10:58 pm
Ubicación: Puente del Mundo, Corazón del Universo
Gracias dadas: 1667
Gracias recibidas: 1624

Oswaldo Montenegro - Bandolins (1979, 2008)

Notapor Roy58 » Dom 02 Feb, 2014 8:46 pm

Historia de la canción en el blog Dr. Zem en portugués. Léelo en ese idioma AQUÍ! :flecha:

"Bandolins" (Mandolinas), composición de Oswaldo Montenegro, quedó en el tercer lugar, en aquel que fuera el último festival de la extinta TV Tupi denominado "Festival 79 - É Hora de Cantar'' (Es Hora De Cantar) ocurrido en 1979. Fue defendida por el mismo Oswaldo en compañía del cantante y amigo Zé Alexandre.

La vencedora del festival fue la canción “Quem Me Levará Sou Eu” (Quien Me Llevará Soy Yo) de Dominguinhos y Manduka, cantada por el cearense Fagner.

El autor de la canción cuenta que la compuso para la cuñada de Zé Alexandre, por la época una bailarina. La chica tenía un novio también bailarín, pero la pareja se tuvo que separar debido a una invitación del novio para vivir en Francia. Por ser menor, la familia de la bailarina no permitió que ella fuese también. Oswaldo dijo que, en la canción intentó retratar “esta chica danzando sola”.

El compositor, al terminar la canción, corrió entusiasmado, para Pedra de Guaratiba, ciudad de Río de Janeiro, para mostrársela a su amigo Zé Alexandre. El resto de la historia ya la conocen todos: pronto, "Bandolins" se transformó en un gran éxito, apalancando, definitivamente la carrera del por entonces desconocido cantante y compositor. Oswaldo vendría a vencer otro festival, el MPB SHELL, realizado un año después, en 1980, por Rede Globo, con “Agonia”, canción del socio musical Mongol.

En marzo del 2008, Oswaldo se decide a reunir sus amigos en su apartamento en Río de Janeiro totalmente pintado y decorado por él mismo y recordar sus principales éxitos. Intimidade (Intimidad) fue como quiso llamar a ese momento tan especial.


Imagen


(c/ Jose Alexandre 1979)


(remake, año no aclarado)


(acústico 2008)

Letra

Como fosse um par que
nessa valsa triste
se desenvolvesse
ao som dos bandolins

E como não,
e por que não dizer
que o mundo respirava mais
se ela apertava assim?

Seu colo como
se não fosse um tempo
em que já fosse impróprio
se dançar assim

Ela teimou e enfrentou
o mundo
se rodopiando ao som
dos bandolins

Como fosse um lar
seu corpo à valsa triste
iluminava e à noite
caminhava assim

E como um par
o vento e a madrugada
iluminavam à fada
do meu botequim

Valsando como valsa
uma criança
que entra na roda,
a noite tá no fim

Ela valsando
só na madrugada
se julgando amada
ao som dos bandolins...

(3 veces)


Tema trasladado del espacio abierto el 26 de julio de 2012 en favor de la confección del Índice
"¡El hombre se hace viejo muy rápido pero se hace sabio demasiado tarde!"
Avatar de Usuario
Roy58
Moderador
 
Mensajes: 7668
Registrado: Mié 14 Feb, 2007 10:58 pm
Ubicación: Puente del Mundo, Corazón del Universo
Gracias dadas: 1667
Gracias recibidas: 1624

Oswaldo Montenegro - Fado Doido

Notapor Roy58 » Dom 02 Feb, 2014 9:21 pm

Imagen



Letra

Era loucura
Como é doido tudo o que eu fiz
Agora sim eu sou feliz
Ai! Agora quem me diz?
Era loucura
E agora quem me diz
Se um dia eu vou
Se agora um dia eu fui feliz
Ai! E agora quem me diz
Oh! Linda passará na madrugada
É como se eu não percebesse nada
Liga não, é coisa de cantor
É como a chuva doida na floresta
É como a festa vir depois da festa
É como o gozo vir depois do amor
Ai! E agora quem me diz?
Ai! E agora quem me diz?

Era loucura
Como é doido tudo o que eu fiz
Agora sim eu sou feliz
Ai! Agora quem me diz?
Oh, meu amor
E agora quem me diz
Se um dia eu vou
Se agora um dia eu fui feliz
Ai! E agora quem me diz
Oh! Linda passará na madrugada
É como se eu não percebesse nada
Liga não, é coisa de cantor
É como a chuva doida na floresta
É como a festa vir depois da festa
É como o gozo vir depois do amor
Ai! E agora quem me diz?
Ai! E agora quem me diz?
"¡El hombre se hace viejo muy rápido pero se hace sabio demasiado tarde!"
Avatar de Usuario
Roy58
Moderador
 
Mensajes: 7668
Registrado: Mié 14 Feb, 2007 10:58 pm
Ubicación: Puente del Mundo, Corazón del Universo
Gracias dadas: 1667
Gracias recibidas: 1624

Oswaldo Montenegro - Não Importa Por Qué (2011)

Notapor Roy58 » Dom 02 Feb, 2014 9:31 pm

Imagen



Letra

A fita k-7 passou
Telefone sem bina também
O sonho do hippie acabou
Dos santos não sobrou ninguém
O tal socialismo morreu
A pura inocência eu perdi
O fim da vanguarda se deu
Depois do passado é aqui
O jovem que eu vi já não é
A bola de couro murchou
A grama tá sem o Pelé
Até o titanic afundou
Planetas perderam Plutão
Há livros que ninguém mais lê
Tem bicho em total extinção
Mas eu ainda amo você
Qualquer hora, sem nenhum aviso
Quero encontrar você
Gargalhando, acordando a cidade
E não importa por qué
Quero ver o teu rosto pintado
O teu riso desembestado
E não importa por qué
E não importa por qué
Quando a hora chegar, sempre chega
Quero encontrar você
Sem a capa dois velhos contratos
E não importa por qué
Brasileira do som misturado
Deixa o meu coração apressado
E não importa por qué
E não importa por qué
"¡El hombre se hace viejo muy rápido pero se hace sabio demasiado tarde!"
Avatar de Usuario
Roy58
Moderador
 
Mensajes: 7668
Registrado: Mié 14 Feb, 2007 10:58 pm
Ubicación: Puente del Mundo, Corazón del Universo
Gracias dadas: 1667
Gracias recibidas: 1624

Oswaldo Montenegro - Quando A Gente Ama

Notapor Roy58 » Lun 03 Feb, 2014 12:39 am


(subido por Regis Mendonça)

Letra

Quem vai dizer ao coração,
Que a paixão não é loucura
Mesmo que pareça
Insano acreditar

Me apaixonei por um olhar
Por um gesto de ternura
Mesmo sem palavra
Alguma pra falar

Meu amor,a vida passa num instante
E um instante é muito pouco pra sonhar

Quando a gente ama,
Simplesmente ama
É impossível explicar
Quando a gente ama
Simplesmente ama!
"¡El hombre se hace viejo muy rápido pero se hace sabio demasiado tarde!"
Avatar de Usuario
Roy58
Moderador
 
Mensajes: 7668
Registrado: Mié 14 Feb, 2007 10:58 pm
Ubicación: Puente del Mundo, Corazón del Universo
Gracias dadas: 1667
Gracias recibidas: 1624

Oswaldo Montenegro - Por Brilho (1980, ao vivo, acústico)

Notapor Roy58 » Dom 09 Feb, 2014 12:24 am

Este tema me gusta mucho en todas sus versiones estudio, en vivo y acústica pero tiendo en este caso un poco más a su versión en vivo. La fecha de esta última no me queda claro, presumo que es de 1988.

Imagen


(versión estudio 1980)


(versión en vivo)


(Acústico subido por sidneitsouza)

Letra

Onde vá
Onde quer que vá
Leva o coração feliz
Toca a flauta da alegria
Como doce menestrel

Onda vá,
Onde quer que eu vá
Vou estar de olho atento
A tua menor tristeza
Por no teu sorriso o mel
Onde vá
Vá para ser estrela
As coisas se transformam
E isso não é bom nem mal
e onde quer que eu esteja
O nosso amor tem brilho
vou ver o teu sinal
"¡El hombre se hace viejo muy rápido pero se hace sabio demasiado tarde!"
Avatar de Usuario
Roy58
Moderador
 
Mensajes: 7668
Registrado: Mié 14 Feb, 2007 10:58 pm
Ubicación: Puente del Mundo, Corazón del Universo
Gracias dadas: 1667
Gracias recibidas: 1624

Oswaldo Montenegro - Construção (ao vivo)

Notapor Roy58 » Jue 05 Jun, 2014 1:15 am



Versiones de Chico Buarque AQUÍ! :flecha:

Letra

Amou daquela vez como se fosse a última
Beijou sua mulher como se fosse a única
E cada filho seu como se fosse o pródigo
E atravessou a rua com seu passo tímido
Subiu a construção como se fosse máquina
Ergueu no patamar quatro paredes sólidas
Tijolo com tijolo num desenho lógico
Seus olhos embotados de cimento e lágrima
E flutuou no ar como se fosse um pássaro
E se acabou no chão feito um pacote bêbado
Agonizou no meio do passeio público
Morreu na contramão atrapalhando o tráfego
"¡El hombre se hace viejo muy rápido pero se hace sabio demasiado tarde!"
Avatar de Usuario
Roy58
Moderador
 
Mensajes: 7668
Registrado: Mié 14 Feb, 2007 10:58 pm
Ubicación: Puente del Mundo, Corazón del Universo
Gracias dadas: 1667
Gracias recibidas: 1624

Re: Oswaldo Montenegro - Construção (ao vivo)

Notapor xoav » Vie 06 Jun, 2014 2:59 am

Roy58 escribió:
Versiones de Chico Buarque AQUÍ! :flecha:

Letra

Amou daquela vez como se fosse a última
Beijou sua mulher como se fosse a única
E cada filho seu como se fosse o pródigo
E atravessou a rua com seu passo tímido
Subiu a construção como se fosse máquina
Ergueu no patamar quatro paredes sólidas
Tijolo com tijolo num desenho lógico
Seus olhos embotados de cimento e lágrima
E flutuou no ar como se fosse um pássaro
E se acabou no chão feito um pacote bêbado
Agonizou no meio do passeio público
Morreu na contramão atrapalhando o tráfego



wow!! Qué voz! esos cambios de tono y que sea casi a capela. es en verdad una gran versión. ¿llegó a grabarla completa?

MIZPAH!!!
ImagenCCES EN FACEBOOK



Nosotros es el pronombre que más me gusta; porque ahí cabemos Yo, Tú, Él, Ustedes y Ellos. German Dehesa.
Avatar de Usuario
xoav
Administrador
 
Mensajes: 11155
Registrado: Mié 26 Nov, 2008 4:58 am
Ubicación: Monterrey, México
Gracias dadas: 784
Gracias recibidas: 1373

Oswaldo Montenegro - Se Puder Sem Medo

Notapor Roy58 » Vie 06 Jun, 2014 3:34 am

wow!! Qué voz! esos cambios de tono y que sea casi a capela. es en verdad una gran versión. ¿llegó a grabarla completa?

MIZPAH!!!


No lo creo Armando. Ese trecho forma parte de un show en vivo de Oswaldo, otro ENORME artista brasileño.
Desafortunadamente como su cultura está tan distante de la nuestra, comenzando por la diferencia de lenguas, éstas son personas desconocidas para casi todos los que no hayan tenido alguna relación con Brasil. Pero créeme, Oswaldo Montenegro es otro monstruo en Brasil.




Letra

Deixa em cima desta mesa a foto que eu gostava
Pr'eu pensar que o teu sorriso envelheceu comigo
Deixa eu ter a tua mão mais uma vez na minha
Pra que eu fotografe assim meu verdadeiro abrigo
Deixa a luz do quarto acesa a porta entreaberta
O lençol amarrotado mesmo que vazio
Deixa a toalha na mesa e a comida pronta
Só na minha voz não mexa eu mesmo silencio
Deixa o coração falar o que eu calei um dia
Deixa a casa sem barulho achando que ainda é cedo
Deixa o nosso amor morrer sem graça e sem poesia
Deixa tudo como está e se puder, sem medo
Deixa tudo que lembrar eu finjo que esqueço
Deixa e quando não voltar eu finjo que não importa
Deixa eu ver se me recordo uma frase de efeito
Pra dizer te vendo ir fechando atrás da porta
Deixa o que não for urgente que eu ainda preciso
Deixa o meu olhar doente pousado na mesa
Deixa ali teu endereço qualquer coisa aviso
Deixa o que fingiu levar mas deixou de surpresa
Deixa eu chorar como nunca fui capaz contigo
Deixa eu enfrentar a insônia como gente grande
Deixa ao menos uma vez eu fingir que consigo
Se o adeus demora a dor no coração se expande
Deixa o disco na vitrola pr'eu pensar que é festa
Deixa a gaveta trancada pr'eu não ver tua ausência
Deixa a minha insanidade é tudo que me resta
Deixa eu por à prova toda minha resistência
Deixa eu confessar meu medo do claro e do escuro
Deixa eu contar que era farsa minha voz tranqüila
Deixa pendurada a calça de brim desbotado
Que como esse nosso amor ao menor vento oscila
Deixa eu sonhar que você não tem nenhuma pressa
Deixa um último recado na casa vizinha
Deixa de sofisma e vamos ao que interessa
Deixa a dor que eu lhe causei agora é toda minha
Deixa tudo que eu não disse mas você sabia
Deixa o que você calou e eu tanto precisava
Deixa o que era inexistente e eu pensei que havia
Deixa tudo o que eu pedia mas pensei que dava
"¡El hombre se hace viejo muy rápido pero se hace sabio demasiado tarde!"
Avatar de Usuario
Roy58
Moderador
 
Mensajes: 7668
Registrado: Mié 14 Feb, 2007 10:58 pm
Ubicación: Puente del Mundo, Corazón del Universo
Gracias dadas: 1667
Gracias recibidas: 1624

Oswaldo Montenegro - Tocando Em Frente

Notapor Roy58 » Mar 22 Jul, 2014 3:13 am



Letra

Ando devagar porque já tive pressa
E levo esse sorriso porque já chorei demais
Hoje me sinto mais forte, mais feliz quem sabe
Só levo a certeza de que muito pouco eu sei
E nada sei.

Conhecer as manhas e as manhãs,
O sabor das massas e das maçãs,
É preciso amor pra poder pulsar,
É preciso paz pra poder sorrir,
É preciso chuva para florir.

Penso que cumprir a vida seja simplesmente
Compreender a marcha e ir tocando em frente
Como um velho boiadeiro levando a boiada
Eu vou tocando dias pela longa estrada eu vou
Estrada eu sou.

Conhecer as manhas e as manhãs,
O sabor das massas e das maçãs,
É preciso amor pra poder pulsar,
É preciso paz pra poder sorrir,
É preciso chuva para florir.

Todo mundo ama um dia todo mundo chora,
Um dia a gente chega, no outro vai embora
Cada um de nós compõe a sua história
Cada ser em si carrega o dom de ser capaz
E ser feliz.

Conhecer as manhas e as manhãs
O sabor das massas e das maçãs
É preciso amor pra poder pulsar,
É preciso paz pra poder sorrir,
É preciso chuva para florir.

Ando devagar porque já tive pressa
E levo esse sorriso porque já chorei demais.
Ando devagar porque já tive pressa
E levo esse sorriso porque já chorei demais.

Hoje me sinto mais forte, mais feliz quem sabe
Só levo a certeza de que muito pouco eu sei
E nada sei.

"¡El hombre se hace viejo muy rápido pero se hace sabio demasiado tarde!"
Avatar de Usuario
Roy58
Moderador
 
Mensajes: 7668
Registrado: Mié 14 Feb, 2007 10:58 pm
Ubicación: Puente del Mundo, Corazón del Universo
Gracias dadas: 1667
Gracias recibidas: 1624

Oswaldo Montenegro - Sem Mandamentos

Notapor Roy58 » Mié 21 Ene, 2015 4:03 am

Una melodía, una letra y un video que si fuera tú, no me los perdería...


(subido por Oswaldo Montenegro)

Letra

Hoje eu quero a rua cheia de sorrisos francos
de rostos serenos, de palavras soltas
eu quero a rua toda parecendo louca
com gente gritando e se abraçando ao sol

Hoje eu quero ver a bola da criança livre
quero ver os sonhos todos nas janelas
quero ver vocês andando por aí

Hoje eu vou pedir desculpas pelo que eu não disse
eu até desculpo o que você falou
eu quero ver meu coração no seu sorriso
e no olho da tarde a primeira luz

Hoje eu quero que os boêmios gritem bem mais alto
eu quero um carnaval no engarrafamento
e que dez mil estrelas vão riscando o céu
buscando a sua casa no amanhecer

Hoje eu vou fazer barulho pela madrugada
rasgar a noite escura como um lampião
eu vou fazer seresta na sua calçada
eu vou fazer misérias no seu coração

Hoje eu quero que os poetas dancem pela rua
pra escrever a música sem pretensão
eu quero que as buzinas toquem flauta-doce
e que triunfe a força da imaginação.

...eu vou fazer seresta na sua calçada
eu vou fazer misérias no seu coração

Hoje eu quero que os poetas dancem pela rua
pra escrever a música sem pretensão
eu quero que as buzinas toquem flauta-doce
e que triunfe a força da imaginação

"¡El hombre se hace viejo muy rápido pero se hace sabio demasiado tarde!"
Avatar de Usuario
Roy58
Moderador
 
Mensajes: 7668
Registrado: Mié 14 Feb, 2007 10:58 pm
Ubicación: Puente del Mundo, Corazón del Universo
Gracias dadas: 1667
Gracias recibidas: 1624

Oswaldo Montenegro - Eu Não Existo Sem Você

Notapor Roy58 » Sab 05 Mar, 2016 10:01 pm

Composición: Vinícius De Moraes/ Antônio Carlos Jobim



Versión de Antônio Carlos Jobim & A Nova Banda AQUÍ! :flecha:

Versión de Maria Bethânia AQUÍ! :flecha:

Letra

Eu sei e você sabe, já que a vida quis assim
Que nada nesse mundo levará você de mim
Eu sei e você sabe que a distância não existe
Que todo grande amor só é bem grande se for triste
Por isso, meu amor, não tenha medo de sofrer
Que todos os caminhos me encaminham pra você

Assim como o oceano só é belo com o luar
Assim como a canção só tem razão se cantar
Assim como uma nuvem só acontece se chover
Assim como o poeta só é grande se sofrer
Assim como viver sem ter amor não é viver
Não há você sem mim
Eu não existo sem você

"¡El hombre se hace viejo muy rápido pero se hace sabio demasiado tarde!"
Avatar de Usuario
Roy58
Moderador
 
Mensajes: 7668
Registrado: Mié 14 Feb, 2007 10:58 pm
Ubicación: Puente del Mundo, Corazón del Universo
Gracias dadas: 1667
Gracias recibidas: 1624

Oswaldo Montenegro - Nossas Histórias

Notapor Roy58 » Dom 27 Mar, 2016 6:15 pm

Composición: Oswaldo Montenegro


(Subido por Oswaldo Montenegro)

Letra

Quando a sua história tira a minha para dançar
Como bailarina salta e gira sem cansar
Vence a gravidade e fica leve até voar
Vendo a gente toda a gente busca o seu par
Quando um coração se acalma e volta pro lugar
A esperança sonolenta acorda e vai brincar
Toda a melodia é um farol guia em alto mar
Quando uma canção consola alguém valeu cantar
Quando uma canção consola alguém valeu cantar

"¡El hombre se hace viejo muy rápido pero se hace sabio demasiado tarde!"
Avatar de Usuario
Roy58
Moderador
 
Mensajes: 7668
Registrado: Mié 14 Feb, 2007 10:58 pm
Ubicación: Puente del Mundo, Corazón del Universo
Gracias dadas: 1667
Gracias recibidas: 1624

AnteriorSiguiente

Volver a BRASIL

¿Quién está conectado?

Usuarios navegando por este Foro: MSNbot Media y 2 invitados