Elis Regina (rss)

Elis Regina

Notapor Roy58 » Jue 26 Jul, 2012 5:21 am

Movimiento musical, género o estilo principal: balada melódica, pop, samba, MPB

ÍNDICE DEBAJO DE LA BIOGRAFÍA

Fragmento tomado de Wikipedia en español. Léelo entero AQUÍ! :flecha:

Imagen

Elis Regina (Porto Alegre, 17 de marzo de 1945 - São Paulo, 19 de enero de 1982) fue una de las cantantes brasileñas más populares en los años sesenta y setenta.

Nació con el nombre de Elis Regina Carvalho Costa, el 17 de marzo de 1945 y falleció el 19 de enero de 1982. Elis Regina nació en Porto Alegre (al sur de Brasil), donde empezó su carrera como cantante a los 11 años en el programa de radio para niños O Clube do Gurí (El Club del Chiquillo) en la radio Farroupilha. Sin embargo, su gran deseo era ser una profesora.

En 1959 fue contratada por Rádio Gaúcha y al año siguiente viajó a Río de Janeiro, donde grabó su primer LP, Viva a Brotolândia. Su segundo LP, con Jair Rodrigues, Dois na Bossa (Dos en la Bossa), fijó un récord de ventas nacional.

A finales de los años sesenta y principios de los setenta, Regina ayudó a popularizar el trabajo del movimiento Tropicalia, grabando canciones de músicos como Gilberto Gil.

Elis Regina a menudo criticó la dictadura brasileña que persiguió y exilió a muchos músicos de su generación. En una entrevista en 1969, declaró que Brasil estaba siendo gobernado por "gorilas". Su popularidad la mantuvo fuera de prisión, pero finalmente fue obligada por las autoridades a cantar el himno nacional de Brasil durante un espectáculo en un estadio, lo que despertó la ira de muchos brasileños de izquierda.

En 1974 editó con Tom Jobim el álbum Elis & Tom, considerado por críticos musicales como uno de los mejores discos de bossa nova de todos los tiempos.

Tuvo tres hijos: João Marcelo Bôscoli (hijo de su relación con Ronaldo Bôscoli) y Pedro Camargo Mariano y Maria Rita Mariano (hijos también del pianista y compositor César Camargo Mariano). María Rita ha logrado ser una cantante de mucha popularidad.

Fallecería a los 36 años de edad en plena gloria de su carrera artística por una sobredosis de cocaina.
"¡El hombre se hace viejo muy rápido pero se hace sabio demasiado tarde!"
Avatar de Usuario
Roy58
Moderador
 
Mensajes: 7890
Registrado: Mié 14 Feb, 2007 10:58 pm
Ubicación: Puente del Mundo, Corazón del Universo
Gracias dadas: 1712
Gracias recibidas: 1659

Elis Regina - Índice

Notapor Roy58 » Jue 26 Jul, 2012 5:21 am

Imagen

BIOGRAFÍA :flecha:

CANCIONES

A Banca Do Distinto :flecha:
A Volta :flecha:
Águas De Março (c/ Tom Jobim) :flecha:
Aprendendo A Jogar :flecha:
Aquarela Do Brasil :flecha:
Arrastão (ao vivo) :flecha:
Bicho Do Mato :flecha:
Black Is Beautiful :flecha:
Brigas Nunca Mais :flecha:
Caça À Raposa :flecha:
Canção Da América :flecha:
Canto De Ossanha (c/ Toots Thielemans 1969) :flecha:
Chovendo Na Roseira (c/ Tom Jobim 1974) :flecha:
Como Nossos Pais :flecha:
Consolação/ Berimbau/ Tem Dó (1965) :flecha:
Corrida De Jangada (c/ Toots Thielemans 1969) :flecha:
Da Cor Do Pecado :flecha:
Deixa :flecha:
Dengosa :flecha:
Devagar Com A Louça (c/ Elza Soares ao vivo) :flecha:
Dois Pra Lá, Dois Pra Cá :flecha:
Domingo Em Copacabana :flecha:
Falsa Baiana (c/ Wilson Simonal) :flecha:
Fascinação :flecha:
Formosa (ao vivo c/ Ciro Monteiro, Baden Powell & Zimbo Trio) :flecha:
Fotografia (c/ Tom Jobim) :flecha:
Gol Anulado :flecha:
Ilusão À Toa :flecha:
Irene :flecha:
Laia Ladaia (Reza) :flecha:
Madalena :flecha:
Mas Que Nada (ao vivo) :flecha:
Me Deixa Em Paz :flecha:
Me Deixas Louca :flecha:
Meio de Campo :flecha:
Menino Das Laranjas :flecha:
Mucuripe :flecha:
Mulata Assanhada (c/ Ataulfo Alves ao vivo) :flecha:
Murmúrio :flecha:
Na Batucada Da Vida :flecha:
Nada Será Como Antes (1972) :flecha:
Noite Dos Mascarados (c/ Chico Buarque) :flecha:
O Barquinho (solo y c/ Toots Thielemans) :flecha:
O Bêbado e a Equilibrista :flecha:
O Cantador (1967) :flecha:
O Cavaleiro E Os Moinhos (1976) :flecha:
O Mestre-sala Dos Mares :flecha:
O Sonho (c/ Egberto Gismonti & Hermeto Pascoal 1969) :flecha:
Perdão, Não Tem (c/ Pelé) :flecha:
Poutpourri (c/ Jair Rodrigues) :flecha:
Preciso Aprender A Ser Só :flecha:
Querelas Do Brasil :flecha:
Romaria :flecha:
Samba Da Pergunta (Astronauta) :flecha:
Samba Do Avião :flecha:
Saveiros :flecha:
Se Você Pensa :flecha:
Só Tinha De Ser Com Você (c/ Tom Jobim) :flecha:
Tatuagem :flecha:
Té O Sol Raiar (1965 ao vivo) :flecha:
Telefone (c/ Os Cariocas ao vivo) :flecha:
Tem Mais Samba :flecha:
These Are The Songs (c/ Tim Maia) :flecha:
Tributo À Mangueira :flecha:
Triste (c/ Antônio Carlos Jobim) :flecha:
Tutti Frutti (c/ Roberto Carlos ao vivo) :flecha:
Upa, Neguinho (ao vivo c/ Samba Jazz Trio) :flecha:
Velha Roupa Colorida :flecha:
Vexamão (c/ Pelé) :flecha:
Vida De Bailarina :flecha:
Você :flecha:
Vou Deitar E Rolar (Quaquaraquaquá) :flecha:
Wave :flecha:
Zazueira :flecha:
"¡El hombre se hace viejo muy rápido pero se hace sabio demasiado tarde!"
Avatar de Usuario
Roy58
Moderador
 
Mensajes: 7890
Registrado: Mié 14 Feb, 2007 10:58 pm
Ubicación: Puente del Mundo, Corazón del Universo
Gracias dadas: 1712
Gracias recibidas: 1659

Elis Regina - O Mestre-Sala Dos Mares

Notapor Roy58 » Jue 26 Jul, 2012 6:08 pm

Ah, Pimentinha...! Otro gigante entre los artistas mundiales!
El autor de esta canción es otro gigante, menos conocido en la América que habla español: João Bosco!


Imagen



Versión de João Bosco AQUÍ! :flecha:

Letra

Há muito tempo nas águas da Guanabara
o dragão do mar reapareceu
na figura de um bravo feiticeiro
a quem a história não esqueceu.

Conhecido como o Navegante Negro
tinha a dignidade de um mestre-sala.
E ao acenar pelo mar na alegria das regatas
foi saudado no porto
pelas mocinhas francesas,
jovens polacas e por batalhões de mulatas.

Rubras cascatas
jorravam das costas dos santos
entre cantos e chibatas,
inundando o coração do pessoal do porão
que a exemplo do feiticeiro gritava então:

Glória aos piratas, às mulatas, às sereias!
Glória à farofa, à cachaça, às baleias.
Glória a todas as lutas inglórias
que através da nossa história
não esquecemos jamais.

Salve o navegante negro
que tem por monumento
as pedras pisadas do cais.

Mas salve! Salve o navegante negro
que tem por monumento
as pedras pisadas do cais
mas faz muito tempo...

"¡El hombre se hace viejo muy rápido pero se hace sabio demasiado tarde!"
Avatar de Usuario
Roy58
Moderador
 
Mensajes: 7890
Registrado: Mié 14 Feb, 2007 10:58 pm
Ubicación: Puente del Mundo, Corazón del Universo
Gracias dadas: 1712
Gracias recibidas: 1659

Elis Regina - Você

Notapor Roy58 » Dom 05 Ago, 2012 6:59 pm

Composición: Roberto Menescal/ Ronaldo Bôscoli

Imagen Imagen


Elis Regina - Você


Elis Regina & Pery Ribeiro - Você

Versión de Pery Ribeiro AQUÍ! :flecha:

Versión de Roberto Menescal & Paulinho Moska AQUÍ! :flecha:

Versión de Dick Farney y Norma Benguell AQUÍ! :flecha:

Versión de Quarteto Em Cy AQUÍ! :flecha:

Versión de Walter Wanderley AQUÍ! :flecha:

Versión de Emílio Santiago AQUÍ! :flecha:

Versión de Dóris Monteiro & Miltinho (medley) AQUÍ! :flecha:

Versión de Leila Pinheiro (medley) AQUÍ! :flecha:

Letra

Você manhã de todo meu
Você que cedo entardeceu
Você de quem a vida eu sou
e sei mas eu serei
Você um beijo bom de sol
Você em cada tarde vã
virá sorrindo de manhã
Você um riso rindo à luz
Você a paz dos céus azuis
Você sereno bem de amor em mim
Você tristeza que eu criei
Sonhei você prá mim
Vem mais prá mim mas só

"¡El hombre se hace viejo muy rápido pero se hace sabio demasiado tarde!"
Avatar de Usuario
Roy58
Moderador
 
Mensajes: 7890
Registrado: Mié 14 Feb, 2007 10:58 pm
Ubicación: Puente del Mundo, Corazón del Universo
Gracias dadas: 1712
Gracias recibidas: 1659

Elis Regina - Vou Deitar E Rolar (Quaquaraquaquá)

Notapor Roy58 » Dom 05 Ago, 2012 7:20 pm

De muy alto astral! Su risa valía oro, bastante más que la sonrisa simple de la imagen.

Imagen



Versión de Dóris Monteiro AQUÍ! :flecha:

Versión de Maria Rita AQUÍ! :flecha:

Letra

Não venha querer se consolar
que agora não dá mais pé
nem nunca mais vai dar.

Também, quem mandou se levantar?
quem levantou pra sair
perde o lugar

E agora, cadê teu novo amor
cadê, que ele nunca funcionou
cadê, que ele nada resolveu

Quaquaraquaquá, quem riu?
quaquaraquaquá, fui eu
Quaquaraquaquá, quem riu
quaquaraquaquá, fui eu

Ainda sou mais eu!

Você já entrou na de voltar
agora fica na tua
que é melhor ficar

Porque vai ser fogo me aturar
Quem cai na chuva
só tem que se molhar

E agora cadê, cadê você
cadê que eu não vejo mais, cadê
Pois é, quem te viu e quem te vê

Quaquaraquaquá, quem riu
quaquaraquaquá, fui eu
Quaquaraquaquá, quem riu
quaquaraquaquá, fui eu

Todo mundo se admira
da mancada que a Terezinha deu
que deu no pira
e ficou sem nada ter de seu
Ela não quis levar fé
na virada da maré

Breque!

Mas que malandro sou eu
pra ficar dando colher de chá
se eu não tiver colher?
vou deitar e rolar.....!

Você já entrou na de voltar
agora fica na tua
que é melhor ficar

Porque vai ser fogo me aturar
quem cai na chuva
só tem que se molhar

E agora cadê, cadê você
cadê que eu não vejo mais, cadê
Pois é, quem te viu e quem te vê

Quaquaraquaquá, quem riu
quaquaraquaquá, fui eu
Quaquaraquaquá, quem riu
quaquaraquaquá, fui eu

O vento que venta aqui
é o mesmo que venta lá
E volta pro mandingueiro
a mandinga de quem mandingar
(bis)

Quaquaraquaquá, quem riu
quaquaraquaquá, fui eu
Quaquaraquaquá, quem riu
quaquaraquaquá, fui eu

Quaquaraquaquá, quem riu
quaquaraquaquá, ha ha ha ha....
Quaquaraquaquá....
"¡El hombre se hace viejo muy rápido pero se hace sabio demasiado tarde!"
Avatar de Usuario
Roy58
Moderador
 
Mensajes: 7890
Registrado: Mié 14 Feb, 2007 10:58 pm
Ubicación: Puente del Mundo, Corazón del Universo
Gracias dadas: 1712
Gracias recibidas: 1659

Elis Regina & Bossa Jazz Trio - Upa, Neguinho (ao vivo)

Notapor Roy58 » Sab 01 Sep, 2012 10:31 pm

Composición: Têtes Raides

Imagen



Versión de Edu Lobo AQUÍ! :flecha:

Versión de Walter Wanderley (como Mike Falcão e Seu Conjunto) AQUÍ! :flecha:

Letra

Upa neguinho na estrada
Upa pra lá e pra cá
Vigi que coisa mais linda
Upa neguinho começando a andar
Upa neguinho na estrada
Upa pra lá e pra cá
Vigi que coisa mais linda
Upa neguinho começando a andar
começando a andar,
começando a andar!

E já começa a apanhar
Cresce neguinho e me abraça
cresce me ensina a cantar
Eu vim de tanta desgraça
mas muito eu te posso ensinar
mas muito eu te posso ensinar

Capoeira, posso ensinar
Ziquizira, posso tirar
Valentia, posso emprestar
Mas liberdade só posso esperar
(se repite)

"¡El hombre se hace viejo muy rápido pero se hace sabio demasiado tarde!"
Avatar de Usuario
Roy58
Moderador
 
Mensajes: 7890
Registrado: Mié 14 Feb, 2007 10:58 pm
Ubicación: Puente del Mundo, Corazón del Universo
Gracias dadas: 1712
Gracias recibidas: 1659

Elis Regina - Menino Das Laranjas (1965)

Notapor Roy58 » Sab 01 Sep, 2012 10:46 pm

Composición: Theo de Barros

Imagen



Versiones de Walter Wanderley AQUÍ! :flecha:

Letra

Menino que vai pra feira
vender sua laranja até se acabar
Filho de mãe solteira
cuja ignorância tem que sustentar

É madrugada, vai sentindo frio
porque se o cesto não voltar vazio
a mãe já arranja um outro pra laranja
esse filho vai ter que apanhar

Compra laranja menino e vai pra feira

É madrugada, vai sentindo frio
porque se o cesto não voltar vazio
a mãe já arranja um outro pra laranja
esse filho vai ter que apanhar

Compra laranja, laranja, laranja, doutor,
ainda dou uma de quebra pro senhor!

Lá no morro, a gente acorda cedo
e é só trabalhar
e comida é pouca e muita roupa
que a cidade manda pra lavar

De madrugada ele, menino, acorda cedo
tentando encontrar
um pouco pra poder viver até crescer
e a vida melhorar

Compra laranja, laranja, laranja, doutor,
ainda dou uma de quebra pro senhor!
Compra laranja, laranja, laranja, doutor,
ainda dou uma de quebra pro senhor!
Compra laranja, laranja, laranja, doutor,
ainda dou uma de quebra pro senhor!

Lá no morro, a gente acorda cedo
e é só trabalhar
Comida é pouca e muita roupa
que a cidade manda pra lavar

De madrugada ele, menino, acorda cedo
tentando encontrar
um pouco pra poder viver até crescer
e a vida melhorar

Compra laranja, laranja, laranja, doutor,
ainda dou uma de quebra pro senhor!
Compra laranja, laranja, laranja, doutor,
ainda dou uma de quebra pro senhor!
Ainda doooou... uma de quebra pro senhor!
Compra laranja doutor,
que eu dou uma de quebra pro senhor, seu doutor!
Compra laranja doutor, seu doutor!
"¡El hombre se hace viejo muy rápido pero se hace sabio demasiado tarde!"
Avatar de Usuario
Roy58
Moderador
 
Mensajes: 7890
Registrado: Mié 14 Feb, 2007 10:58 pm
Ubicación: Puente del Mundo, Corazón del Universo
Gracias dadas: 1712
Gracias recibidas: 1659

Elis Regina - Dois Pra Lá, Dois Pra Cá

Notapor Roy58 » Mié 26 Sep, 2012 11:46 pm

Otro tema del todavía activo João Bosco, inmortalizado por Elis Regina

Imagen



Versión de João Bosco AQUÍ! :flecha:

Letra

Sentindo o frio
em minha alma
te convidei prá dançar
A tua voz me acalmava
"são dois prá lá dois prá cá"

Meu coração traiçoeiro
batia mais que o bongô
Tremia mais que as maracas
descompassado de amor

Minha cabeça rodando
rodava mais que os casais
O teu perfume gardênia
e não me perguntes mais

A tua mão no pescoço
as tuas costas macias
por quanto tempo rondaram
as minhas noites vazias

No dedo um falso brilhante
brincos iguais ao colar
E a ponta de um torturante
band-aid no calcanhar

Eu hoje, me embriagando
de uisque com guaraná
Ouvi tua voz murmurando
"são dois prá lá, dois prá cá"

No dedo um falso brilhante
brincos iguais ao colar
E a ponta de um torturante
band-aid no calcanhar

Eu hoje, me embriagando
de uisque com guaraná
Ouvi tua voz murmurando
"são dois prá lá, dois prá cá"

Dejaste abandonada la ilusión
que había en mi corazón
por ti!
(3 veces)

"¡El hombre se hace viejo muy rápido pero se hace sabio demasiado tarde!"
Avatar de Usuario
Roy58
Moderador
 
Mensajes: 7890
Registrado: Mié 14 Feb, 2007 10:58 pm
Ubicación: Puente del Mundo, Corazón del Universo
Gracias dadas: 1712
Gracias recibidas: 1659

Elis Regina - Mucuripe (1972)

Notapor Roy58 » Dom 30 Sep, 2012 5:12 am

Composición: Antônio Carlos Gomes Belchior/ Raimundo Fagner

Imagen



Versión de Belchior AQUÍ! :flecha:

Versión de Fagner AQUÍ! :flecha:

Versiones de Roberto Carlos AQUÍ! :flecha:

Letra

As velas do Mucuripe
Vão sair para pescar
Vou levar as minhas mágoas
Pras águas fundas do mar
Hoje à noite namorar
Sem ter medo da saudade
E sem vontade de casar

As velas do Mucuripe
Vão sair para pescar
Vou levar as minhas mágoas
Pras águas fundas do mar
Hoje à noite namorar
Sem ter medo da saudade
E sem vontade de casar

Calça nova de riscado
Paletó de linho branco
Que até o mês passado
Lá no campo ainda era flor
Sob o meu chapéu quebrado
O sorriso ingênuo e franco
De um rapaz novo e encantado
Com vinte anos de amor

Calça nova de riscado
Paletó de linho branco
Que até o mês passado
Lá no campo ainda era flor
Sob o meu chapéu quebrado
O sorriso ingênuo e franco
De um rapaz novo e encantado
Com vinte anos de amor

Aquela estrela é dela
Vida, vento, vela leva-me daqui
Aquela estrela é dela
Vida, vento, vela leva-me daqui

Aquela estrela é dela
Vida, vento, vela leva-me daqui
Aquela estrela é dela
Vida, vento, vela leva-me daqui

"¡El hombre se hace viejo muy rápido pero se hace sabio demasiado tarde!"
Avatar de Usuario
Roy58
Moderador
 
Mensajes: 7890
Registrado: Mié 14 Feb, 2007 10:58 pm
Ubicación: Puente del Mundo, Corazón del Universo
Gracias dadas: 1712
Gracias recibidas: 1659

Elis Regina & Jair Rodrigues - Poutpourri (ao vivo 1965)

Notapor Roy58 » Mié 12 Dic, 2012 9:38 pm

Poutpourri - O Morro Não Tem Vez/ Esse Mundo É Meu/ Feio Não É Bonito/ Samba Do Carioca/ Esse Mundo É Meu/ A Felicidade/ Samba De Negro/ Vou Andar Por Aí/ O Sol Nascerá (A Sorrir)/ Diz Que Fui Por Aí/ Acender As Velas/ A Voz Do Morro/ O Morro Não Tem Vez) (ao vivo 1965)

Reponemos el link de este poutpourri borrado por el apreciado amigo Lobo. Y no podía ser de otra manera! Esa sesión fue tremendo relajo!

Imagen Imagen



Letra

O morro não tem vez
E o que ele fez já foi demais
Mas olhem bem vocês
Quando derem vez ao morro
Toda a cidade vai cantar

Escravo no mundo em que estou
Escravo no reino e que sou
Mas acorrentado ninguém pode amar

Feio, não é bonito
O morro existe, mas pedem pra se acabar
Canta, mas canta triste
Porque tristeza é só o que se tem pra contar
Chora, mas chora rindo
Porque é valente, nunca se deixa quebrar
Ama, o morro ama
Amor bonito, amor aflito que pede outra história

Vamos, carioca, sai do teu sono devagar
O dia já vem vindo aí, o Sol já vai raiar
São Jorge, o teu padrinho, te dê cana pra tomar
Xangô, teu pai, te dê muitas mulheres para amar

Saravá Ogum
Mandinga da gente continua
Cadê o despacho pra acabar
Santo guerreiro da floresta
Se você não vem, eu mesma vou
Brigar

A felicidade é como a pluma
Que o vento vai levando pelo ar
Brilha tão leve, mas tem a vida breve
Precisa que haja vento sem parar

Subi lá no morro só pra ver o que o negro tem
Pra cantar assim gostoso e fazer samba como ninguém
Mas eu subi lá no morro só pra ver o que é que o meu neguinho tem
Pra cantar assim gostoso e pra fazer samba como ninguém

Vou andar por aí
Perguntar por aí
Pra ver se eu encontro
A paz que perdi

A sorrir eu pretendo levar a vida
Pois chorando eu vi a mocidade perdida

Se alguém perguntar por mim
Diz que fui por aí
Levando um violão embaixo do braço
Em qualquer esquina, eu paro em qualquer botequim
Eu entro, e se houver motivo
É mais um samba que eu faço
Se quiserem saber se volto, diga que sim
Mas só depois que a saudade se afastar de mim

Acender a vela já é profissão
Quando não tem samba, tem desilusão
Acender as velas já é profissão
Quando não sou eu, é Nara Leão

Eu sou o samba
A voz do morro sou eu mesmo, sim senhor
Quero mostrar ao mundo que tenho valor
Eu sou o rei dos terreiros
Eu sou o samba
Sou natural daqui do Rio de Janeiro
Sou eu quem leva alegria
Para milhões de corações brasileiros

O morro não tem vez
E o que ele fez já foi demais
Mas olhem bem vocês
Quando derem vez ao morro
Toda a cidade vai cantar

"¡El hombre se hace viejo muy rápido pero se hace sabio demasiado tarde!"
Avatar de Usuario
Roy58
Moderador
 
Mensajes: 7890
Registrado: Mié 14 Feb, 2007 10:58 pm
Ubicación: Puente del Mundo, Corazón del Universo
Gracias dadas: 1712
Gracias recibidas: 1659

Elis Regina & Toots Thielemans - Canto De Ossanha (1969)

Notapor Roy58 » Mié 12 Dic, 2012 9:56 pm

Imagen



Versión de Toquinho & Vinícius & Maria Creuza AQUÍ! :flecha:

Versión de Pery Ribeiro AQUÍ! :flecha:

Versión de Wilson Miranda AQUÍ! :flecha:

Versiones de Walter Wanderley AQUÍ! :flecha:

Versión de Quarteto EmCy AQUÍ! :flecha:

Versión de Paula Morelenbaum AQUÍ! :flecha:

Versión de Astrud Gilberto AQUÍ! :flecha:

Versión de Emílio Santiago AQUÍ! :flecha:

Versión de Rosalia De Souza AQUÍ! :flecha:

Versión de Carol Saboya & Antônio Adolfo AQUÍ! :flecha:

Versión de Fabiana Cozza AQUÍ! :flecha:

Letra

O homem que diz dou, não dá
Porque quem dá mesmo não diz
O homem que diz vou, não vai
Porque quando foi já não quis
Homem que diz sou, não é
Quem é mesmo é não sou
O homem que diz tô, não tá,
Porque ninguém tá quando quer
Coitado do homem que cai no canto de Ossanha, traidor
Coitado do homem que vai atrás de mandinga de amor

Vai, vai, vai
Não vou
Vai, vai, vai,vai

Não vou
Que eu não sou ninguém de ir
Em conversa de esquecer
A tristeza de um amor
Que passou
Não, eu só vou se vou pra ver
Uma estrela aparecer
Na manhã de um novo amor

Aieô, sinhô
Saravá
Xangô me mandou lhe dizer
Se é canto de Ossanha não vá
Que muito vai se arrepender
Pergunte ao seu orixá
Amor só é bom se doer
Vai, vai, vai amar
Vai, vai, vai, vai sofrer
Vai, vai, vai, vai, vai, vai chorar
Vai, vai, vai, vai, vai dizer
Que eu não sou ninguém de ir
Em conversa de esquecer a tristeza
De um amor que passou
Não, eu só vou se for pra ver
Uma estrela aparecer
Na manhã de um novo amor
Eh, amar
Vai, vai sofrer
Vai, vai, vai, vai, vai chorar
Vai, vai, vai, vai
Vai!

"¡El hombre se hace viejo muy rápido pero se hace sabio demasiado tarde!"
Avatar de Usuario
Roy58
Moderador
 
Mensajes: 7890
Registrado: Mié 14 Feb, 2007 10:58 pm
Ubicación: Puente del Mundo, Corazón del Universo
Gracias dadas: 1712
Gracias recibidas: 1659

Elis Regina - Black Is Beautiful (1971)

Notapor Roy58 » Lun 31 Dic, 2012 12:19 am

Imagen



Versión de Marcos Valle AQUÍ! :flecha:

Letra

Hoje cedo na rua do Ouvidor
quantos brancos horríveis eu vi
Eu quero um homem de cor
um deus negro do Congo ou daqui
Que se integre no meu sangue europeu
Black is beautiful, black is beautiful
Black beauty so peaceful
I wanna a black, a beautiful
Black is beautiful, black is beautiful
Black beauty so peaceful
I wanna a black, I wanna beautiful
Hoje à noite amante negro eu vou
Enfeitar o meu corpo no teu
Eu quero esse homem de cor
Um deus negro do Congo ou daqui
Que se integre no meu sangue europeu
Black is beautiful, black is beautiful
Black beauty so peaceful
I wanna a black, I wanna a beautiful
Black is beautiful, black is beautiful
Black's beauty and so peaceful
I wanna a black, a beautiful

"¡El hombre se hace viejo muy rápido pero se hace sabio demasiado tarde!"
Avatar de Usuario
Roy58
Moderador
 
Mensajes: 7890
Registrado: Mié 14 Feb, 2007 10:58 pm
Ubicación: Puente del Mundo, Corazón del Universo
Gracias dadas: 1712
Gracias recibidas: 1659

Elis Regina - Aquarela Do Brasil

Notapor Roy58 » Lun 31 Dic, 2012 12:27 am

La primera, es una versión estilizada de Elis, en medley con la canción"Aquarela Do Brasil" de Ary Barroso y "Nêga Do Cabelo Duro ", con los arreglos de Toots Thielemans grabada en 1969 en Suecia. La segunda, una versión con un estilo muy "afrobrasileiro" que probablemente despertó comentarios de la crítica musical especializada, a favor y quizá en contra también...

Imagen


(versión Aquarela Do Brasil/ Nêga Do Cabelo Duro c/ Toots Thielemans de 1969)


(versión afro-brasileira)

Versión de Carmen Miranda (Aquarela Do Brasil) (al final del mensaje de Bienvenida) AQUÍ! :flecha:

Versión de João Gilberto & Caetano Veloso (Aquarela Do Brasil) AQUÍ! :flecha:

Versión de Walter Wanderley (Aquarela Do Brasil) AQUÍ! :flecha:

Versión de Antônio Carlos Jobim (Aquarela Do Brasil) AQUÍ! :flecha:

Versión de Gal Costa (Aquarela Do Brasil) AQUÍ! :flecha:

Versión de Trio Esperança (Aquarela Do Brasil) AQUÍ! :flecha:

Versión de Roberto Carlos & Martinho Da Vila (Aquarela Do Brasil) AQUÍ! :flecha:

Versión de Rosa Passos (Aquarela Do Brasil) AQUÍ! :flecha:

Versión de Daniela Mercury (Aquarela Do Brasil) AQUÍ! :flecha:

Letra

Brasil
Meu Brasil Brasileiro
Meu mulato inzoneiro
Vou cantar-te
Nos meus versos
Ô Brasil, samba que dá
Bamboleio, que faz gingar
Ô Brasil do meu amor
Terra de Nosso Senhor
Brasil, Brasil
Prá mim, prá mim

Ô abre a cortina do passado
Tira a mãe preta do cerrado
Bota o rei congo no congado
Brasil, Brasil

Deixa
Cantar de novo o trovador
A merencória luz da lua
Toda canção do meu amor
Quero
Ver a Sá Dona caminhando
Pelos salões arrastando
O seu vestido rendado
Brasil, Brasil
Prá mim, prá mim

Brasil
Terra boa e gostosa
Da morena sestrosa
De olhar indiferente
Ô Brasil, verde que dá
Para o mundo admirá
Ô Brasil, do meu amor
Terra de Nosso Senhor
Brasil,Brasil
Prá mim, prá mim

Ô, esse coqueiro que dá coco
Oi onde eu amarro a minha rede
Nas noites claras de luar
Brasil, Brasil
Ô oi estas fontes murmurantes
Oi onde eu mato a minha sede
E onde a lua vem brincar
Ô, esse Brasil
Lindo e trigueiro
É o meu Brasil Brasileiro
Terra de samba e pandeiro
Brasil, Brasil
Prá mim, prá mim
"¡El hombre se hace viejo muy rápido pero se hace sabio demasiado tarde!"
Avatar de Usuario
Roy58
Moderador
 
Mensajes: 7890
Registrado: Mié 14 Feb, 2007 10:58 pm
Ubicación: Puente del Mundo, Corazón del Universo
Gracias dadas: 1712
Gracias recibidas: 1659

Elis Regina - Tatuagem

Notapor Roy58 » Mié 02 Ene, 2013 2:00 am

Imagen



Versión de Chico Buarque AQUÍ! :flecha:

Versión de Gilmelândia AQUÍ! :flecha:

Letra

Quero ficar no teu corpo
Feito tatuagem
Que é pra te dar coragem
Prá seguir viagem
Quando a noite vem

E também pra me perpetuar
Em tua escrava
Que você pega, esfrega
Nega, mas não lava

Quero brincar no teu corpo
Feito bailarina
Que logo se alucina
Salta e te ilumina
Quando a noite vem

E nos músculos exaustos
Do teu braço
Repousar frouxa, murcha
Farta, morta de cansaço

Quero pesar feito cruz
Nas tuas costas
Que te retalha em postas
Mas no fundo gostas
Quando a noite vem

Quero ser a cicatriz
Risonha e corrosiva
Marcada a frio
Ferro e fogo
Em carne viva

Corações de mãe, arpões
Sereias e serpentes
Que te rabiscam
O corpo todo
Mas não sentes

"¡El hombre se hace viejo muy rápido pero se hace sabio demasiado tarde!"
Avatar de Usuario
Roy58
Moderador
 
Mensajes: 7890
Registrado: Mié 14 Feb, 2007 10:58 pm
Ubicación: Puente del Mundo, Corazón del Universo
Gracias dadas: 1712
Gracias recibidas: 1659

Elis Regina - Me Deixa Em Paz (1972)

Notapor Roy58 » Mié 02 Ene, 2013 10:30 pm

Imagen



Letra

Paz!
Eu não agüento mais
Me deixa em paz
sai de mim
Me deixa em paz

Vá, nosso fogo se apagou
nosso jogo terminou
Vai pra onde Deus quiser
Já é hora de você partir
não adianta mais ficar

"¡El hombre se hace viejo muy rápido pero se hace sabio demasiado tarde!"
Avatar de Usuario
Roy58
Moderador
 
Mensajes: 7890
Registrado: Mié 14 Feb, 2007 10:58 pm
Ubicación: Puente del Mundo, Corazón del Universo
Gracias dadas: 1712
Gracias recibidas: 1659

Siguiente

Volver a BRASIL

¿Quién está conectado?

Usuarios navegando por este Foro: No hay usuarios registrados visitando el Foro y 6 invitados