Leila Pinheiro (rss)

Leila Pinheiro & Roberto Menescal - Oceano (ao vivo)

Notapor Roy58 » Dom 31 Ene, 2016 11:20 pm

Composición: Djavan


(Subido por videomusicboxdieva)

Versión de Djavan AQUÍ! :flecha:

Letra

Assim
Que o dia amanheceu
Lá no mar alto da paixão
Dava pra ver o tempo ruir
Cadê você, que solidão
Esquecera de mim
Enfim
De tudo que há na terra
Não há nada em lugar nenhum
Que vá crescer sem você chegar
Longe de ti tudo parou
Ninguém sabe o que eu sofri
Amar é um deserto e seus temores
Vida que vai na sela dessas dores
Não sabe voltar, me dá teu calor
Vem me fazer feliz porque eu te amo
Você desagua em mim e eu oceano
Esqueço que amar, é quase uma dor
Só sei viver se for por você

"¡El hombre se hace viejo muy rápido pero se hace sabio demasiado tarde!"
Protesto, luego existo (sin familiaridad con Descartes)
Avatar de Usuario
Roy58
Moderador
 
Mensajes: 7935
Registrado: Mié 14 Feb, 2007 10:58 pm
Ubicación: Puente del Mundo, Corazón del Universo
Gracias dadas: 1721
Gracias recibidas: 1669

Leila Pinheiro - Uma Voz No Vento (2003)

Notapor Roy58 » Dom 31 Ene, 2016 11:49 pm

Composición: Marcus Vianna

De la banda sonora de la miniserie de TV Globo


Imagen



Letra

Uma voz no vento
Chama azul do dia
Doce perfume, canção
Uma voz no tempo
Resiste na noite
E as lágrimas fogem de ti
Uma voz no vento
Uma voz me chama
Brisa de amor, doce coração
Uma voz no tempo
Carinho na alma
E as lágrimas fogem de ti

Se quem chegou, partiu
Se quem virá, já foi
Só pra quem fica os dias são todos iguais
Mil sonhos pra enterrar
Ventos e vendavais
Corpo e alma afetam
Se os anos pesam demais no coração

E as lágrimas fogem de ti
E lágrimas fogem de mim
E um rio se forma de nós

"¡El hombre se hace viejo muy rápido pero se hace sabio demasiado tarde!"
Protesto, luego existo (sin familiaridad con Descartes)
Avatar de Usuario
Roy58
Moderador
 
Mensajes: 7935
Registrado: Mié 14 Feb, 2007 10:58 pm
Ubicación: Puente del Mundo, Corazón del Universo
Gracias dadas: 1721
Gracias recibidas: 1669

Leila Pinheiro - A Banca Do Distinto (2012)

Notapor Roy58 » Lun 01 Feb, 2016 12:03 am

Composición: Billy Blanco



Versión de Elis Regina AQUÍ! :flecha:

Versión de Dóris Monteiro AQUÍ! :flecha:

Letra

Não fala com pobre, não dá mão a preto
Não carrega embrulho
Pra que tanta pose, doutor
Pra que esse orgulho
A bruxa que é cega esbarra na gente
E a vida estanca
O enfarte lhe pega, doutor
E acaba essa banca
A vaidade é assim, põe o bobo no alto
E retira a escada
Mas fica por perto esperando sentada
Mais cedo ou mais tarde ele acaba no chão
Mais alto o coqueiro, maior é o tombo do coco afinal
Todo mundo é igual quando a vida termina
Com terra em cima e na horizontal

"¡El hombre se hace viejo muy rápido pero se hace sabio demasiado tarde!"
Protesto, luego existo (sin familiaridad con Descartes)
Avatar de Usuario
Roy58
Moderador
 
Mensajes: 7935
Registrado: Mié 14 Feb, 2007 10:58 pm
Ubicación: Puente del Mundo, Corazón del Universo
Gracias dadas: 1721
Gracias recibidas: 1669

Leila Pinheiro - Onde Deus Possa Me Ouvir (2005)

Notapor Roy58 » Mar 02 Feb, 2016 2:09 am

Composición: Vander Lee

Imagen



Versión de Vander Lee AQUÍ! :flecha:

Versión de Gal Costa AQUÍ! :flecha:

Letra

Sabe o que eu queria agora, meu bem?
Sair, chegar lá fora e encontrar alguém
Que não me dissesse nada
Não me perguntasse nada também
Que me oferecesse um colo, um ombro
Onde eu desaguasse todo desengano
Mas a vida anda louca
As pessoas andam tristes
Meus amigos são amigos de ninguém

Sabe o que eu mais quero agora, meu amor?
Morar no interior do meu interior
Pra entender por que se agridem
Se empurram pr´um abismo
Se debatem, se combatem sem saber

Meu amor
Deixa eu chorar até cansar
Me leve pra qualquer lugar
Aonde Deus possa me ouvir
Minha dor
Eu não consigo compreender
Eu quero algo pra beber
Me deixe aqui, pode sair

Adeus.

"¡El hombre se hace viejo muy rápido pero se hace sabio demasiado tarde!"
Protesto, luego existo (sin familiaridad con Descartes)
Avatar de Usuario
Roy58
Moderador
 
Mensajes: 7935
Registrado: Mié 14 Feb, 2007 10:58 pm
Ubicación: Puente del Mundo, Corazón del Universo
Gracias dadas: 1721
Gracias recibidas: 1669

Leila Pinheiro - Coração Vagabundo (1983)

Notapor Roy58 » Jue 04 Feb, 2016 12:05 am

Composición: Caetano Veloso

Imagen



Versión de Caetano Veloso & Gal Costa AQUÍ! :flecha:

Versión de Gal Costa (1994) AQUÍ! :flecha:

Versión de Ana Cañas AQUÍ! :flecha:

Letra

Meu coração não se cansa
De ter esperança
De um dia ser tudo o que quer
Meu coração de criança
Não é só a lembrança
De um vulto feliz de mulher
Que passou por meus sonhos
Sem dizer adeus
E fez dos olhos meus
Um chorar mais sem fim
Meu coração vagabundo
Quer guardar o mundo
Em mim
Meu coração vagabundo
Quer guardar o mundo
Em mim

"¡El hombre se hace viejo muy rápido pero se hace sabio demasiado tarde!"
Protesto, luego existo (sin familiaridad con Descartes)
Avatar de Usuario
Roy58
Moderador
 
Mensajes: 7935
Registrado: Mié 14 Feb, 2007 10:58 pm
Ubicación: Puente del Mundo, Corazón del Universo
Gracias dadas: 1721
Gracias recibidas: 1669

Leila Pinheiro - Quem Te Viu, Quem Te Vê (1993)

Notapor Roy58 » Sab 13 Feb, 2016 6:30 pm

Composición: Chico Buarque

Con mínima inserción al final de melodía y letra de "Canta, Canta Minha Gente (Martinho da Vila)"


Imagen



Versión de Chico Buarque AQUÍ! :flecha:

Versión de Paulinho Nogueira AQUÍ! :flecha:

Versión de Nara Leão AQUÍ! :flecha:

Versión de Gal Costa AQUÍ! :flecha:

Versión de Simone AQUÍ! :flecha:

Letra

Você era a mais bonita das cabrochas dessa ala
Você era a favorita onde eu era mestre-sala
Hoje a gente nem se fala mas a festa continua
Suas noites são de gala, nosso samba inda é na rua

Hoje o samba saiu procurando você
Quem te viu, quem te vê
Quem não a conhece não pode mais ver pra crer
Quem jamais a esquece não pode reconhecer

Quando o samba começava, você era a mais brilhante
E se a gente se cansava, você só seguia adiante
Hoje a gente anda distante do calor do seu gingado
Você só dá chá dançante, onde eu não sou convidado

Hoje o samba saiu procurando você
Quem te viu, quem te vê
Quem não a conhece não pode mais ver pra crer
Quem jamais a esquece não pode reconhecer

O meu samba se marcava na cadência dos seus passos
O meu sono se embalava no carinho dos seus braços
Hoje de teimoso eu passo bem em frente ao seu portão
Pra lembrar que sobra espaço no barraco e no cordão

Hoje o samba saiu procurando você
Quem te viu, quem te vê
Quem não a conhece não pode mais ver pra crer
Quem jamais a esquece não pode reconhecer

Todo ano eu lhe fazia uma cabrocha de alta classe
De dourado lhe vestia pra que o povo admirasse
Eu não sei bem com certeza porque foi que um belo dia
Quem brincava de princesa acostumou na fantasia

Hoje o samba saiu procurando você
Quem te viu, quem te vê
Quem não a conhece não pode mais ver pra crer
Quem jamais a esquece não pode reconhecer

Hoje eu vou sambar na pista, você vai de galeria
Quero que você assista na mais fina companhia
Se você sentir saudade, por favor não dê na vista
Bate palma com vontade, faz de conta que é turista

Hoje o samba saiu procurando você
Quem te viu, quem te vê
Quem não a conhece não pode mais ver pra crer
Quem jamais a esquece não pode reconhecer

"¡El hombre se hace viejo muy rápido pero se hace sabio demasiado tarde!"
Protesto, luego existo (sin familiaridad con Descartes)
Avatar de Usuario
Roy58
Moderador
 
Mensajes: 7935
Registrado: Mié 14 Feb, 2007 10:58 pm
Ubicación: Puente del Mundo, Corazón del Universo
Gracias dadas: 1721
Gracias recibidas: 1669

Leila Pinheiro - Monte Castelo (1993)

Notapor Roy58 » Sab 13 Feb, 2016 8:08 pm

Leila Pinheiro & Roupa Nova - Monte Castelo (1993)

Composición: Renato Russo (con citas del Apóstol Paulo, capítulo 13 de 1 Coríntios y Luís Vaz de Camões)



Letra

Ainda que eu falasse a língua dos homens
E falasse a língua dos anjos, sem amor eu nada seria

É só o amor, é só o amor
Que conhece o que é verdade
O amor é bom, não quer o mal
Não sente inveja ou se envaidece

O amor é o fogo que arde sem se ver
É ferida que dói e não se sente
É um contentamento descontente
É dor que desatina sem doer

Ainda que eu falasse a língua dos homens
E falasse a língua dos anjos, sem amor eu nada seria

É um não querer mais que bem querer
É solitário andar por entre a gente
É um não contentar-se de contente
É cuidar que se ganha em se perder

É um estar-se preso por vontade
É servir a quem vence, o vencedor;
É um ter com quem nos mata a lealdade
Tão contrário a si é o mesmo amor

Estou acordado e todos dormem todos dormem todos dormem
Agora vejo em parte
Mas então veremos face a face

É só o amor, é só o amor
Que conhece o que é verdade

Ainda que eu falasse a língua dos homens
E falasse a língua dos anjos, sem amor eu nada seria

"¡El hombre se hace viejo muy rápido pero se hace sabio demasiado tarde!"
Protesto, luego existo (sin familiaridad con Descartes)
Avatar de Usuario
Roy58
Moderador
 
Mensajes: 7935
Registrado: Mié 14 Feb, 2007 10:58 pm
Ubicación: Puente del Mundo, Corazón del Universo
Gracias dadas: 1721
Gracias recibidas: 1669

Leila Pinheiro - Coisas Do Brasil (1993)

Notapor Roy58 » Sab 13 Feb, 2016 8:45 pm

Composición: Guilherme Arantes/ Nelson Motta



Versión de Guilherme Arantes AQUÍ! :flecha:

Letra

Foi tão bom te conhecer, tão fácil te querer
Triste não te ver por tanto tempo
É bom te encontrar, quem sabe feliz
Com a mesma alegria
de novo
Mais uma vez, amor
Te abraçar, de verdade
Há sempre um novo amor
E uma nova saudade

Coisas do Brasil, coisas do amor
Luzes da cidade acendendo o fogo das paixões
Num bar à beira-mar
No verde-azul do Rio de Janeiro
Mais uma vez, amor
Te abraçar, de verdade
Há sempre um novo amor
E uma nova saudade

Coisas do Brasil, coisas do amor
Luzes da cidade acendendo
O fogo das paixões
Num bar à beira-mar
No verde-azul do Rio de Janeiro

Coisas do Brasil, coisas do amor
Luzes da cidade acendendo o fogo das paixões
Num bar à beira-mar
No verde-azul do Rio

"¡El hombre se hace viejo muy rápido pero se hace sabio demasiado tarde!"
Protesto, luego existo (sin familiaridad con Descartes)
Avatar de Usuario
Roy58
Moderador
 
Mensajes: 7935
Registrado: Mié 14 Feb, 2007 10:58 pm
Ubicación: Puente del Mundo, Corazón del Universo
Gracias dadas: 1721
Gracias recibidas: 1669

Leila Pinheiro - Gostava Tanto De Você (1993)

Notapor Roy58 » Mar 08 Mar, 2016 2:24 am

Composición: Édson Trindade

Éxito de Tim Maia, bella interpretación de Leila! Hecha justo a mi medida!!! La más linda versión que ya escuché de esta hermosa canción dicho sea de paso! Candidata a "As 30 Mais!"


Imagen





Versión de Tim Maia AQUÍ! :flecha:

Versión de Tânia Mara AQUÍ! :flecha:

Letra

Não sei por que você se foi
Quantas saudades eu senti
E de tristezas vou viver
E aquele adeus não pude dar

Você marcou na minha vida
Viveu, morreu
Na minha história
Chego a ter medo do futuro
E da solidão
Que em minha porta bate

E eu!
Gostava tanto de você
Gostava tanto de você

Eu corro, fujo desta sombra
Em sonho vejo este passado
E na parede do meu quarto
Ainda está o seu retrato
Não quero ver prá não lembrar
Pensei até em me mudar
Lugar qualquer que não exista
O pensamento em você

E eu!
Gostava tanto de você
Gostava tanto de você

Não sei por que você se foi
Quantas saudades eu senti
E de tristezas vou viver
E aquele adeus não pude dar

Você marcou em minha vida
Viveu, morreu
Na minha história
Chego a ter medo do futuro
E da solidão
Que em minha porta bate

E eu!
Gostava tanto de você
Gostava tanto de você

Eu corro, fujo desta sombra
Em sonho vejo este passado
E na parede do meu quarto
Ainda está o seu retrato
Não quero ver prá não lembrar
Pensei até em me mudar
Lugar qualquer que não exista
O pensamento em você

E eu!
Gostava tanto de você
Gostava tanto de você

Eu gostava tanto de você!
Eu gostava tanto de você!
Eu gostava tanto de você!
Eu gostava tanto de você!

"¡El hombre se hace viejo muy rápido pero se hace sabio demasiado tarde!"
Protesto, luego existo (sin familiaridad con Descartes)
Avatar de Usuario
Roy58
Moderador
 
Mensajes: 7935
Registrado: Mié 14 Feb, 2007 10:58 pm
Ubicación: Puente del Mundo, Corazón del Universo
Gracias dadas: 1721
Gracias recibidas: 1669

Leila Pinheiro - Hoje (2005)

Notapor Roy58 » Dom 20 Mar, 2016 5:03 pm

Composición: Leila Pinheiro/ Renato Russo

Imagen



Letra

Deixa de lado essa pobreza
de quem insiste em julgar e explicar
não vou poder calar meu coração
e essa saudade vem mansinha
querendo me avisar
acho que a gente é que é feliz

Deixa que falem, eles não sabem
não falo pelos outros, só falo por mim
ninguém vai me dizer o que sentir
acho que a gente é que é feliz

Queria ter a carta natal do universo
e ver se entendia alguma coisa
o que espero da vida,
o que quero da minha vida
bom tempo, muito tempo

Deixa de lado essa tristeza

"¡El hombre se hace viejo muy rápido pero se hace sabio demasiado tarde!"
Protesto, luego existo (sin familiaridad con Descartes)
Avatar de Usuario
Roy58
Moderador
 
Mensajes: 7935
Registrado: Mié 14 Feb, 2007 10:58 pm
Ubicación: Puente del Mundo, Corazón del Universo
Gracias dadas: 1721
Gracias recibidas: 1669

Leila Pinheiro - E Muito Mais (2005)

Notapor Roy58 » Dom 20 Mar, 2016 5:12 pm

Composición: João Donato/ Ênio Lysias

Otro buen tema, del mismo disco...




Versión de João Donato & Joyce Moreno AQUÍ! :flecha:

Letra

Daqui pra frente vai ser tudo diferente
o tempo esquenta, e, de repente, tanto faz
o meu amor, com certeza, é muito louco
de tudo um pouco eu quero tudo e muito mais
quero tapar a luz do sol com a peneira
ser andorinha desgarrada no verão
vou construir lindos castelos de areia
e caminhar sobre as águas da paixão

Daqui pra frente vai ser tudo diferente
o tempo esquenta e de repente tanto faz
o meu amor, com certeza é muito louco
de tudo um pouco, eu quero tudo e muito mais
apague a luz e ponha lenha na fogueira
me dê um beijo pra esquentar meu coração
vê se me entende e pega fogo o meu desejo
na lua cheia de São Jorge sou dragão

"¡El hombre se hace viejo muy rápido pero se hace sabio demasiado tarde!"
Protesto, luego existo (sin familiaridad con Descartes)
Avatar de Usuario
Roy58
Moderador
 
Mensajes: 7935
Registrado: Mié 14 Feb, 2007 10:58 pm
Ubicación: Puente del Mundo, Corazón del Universo
Gracias dadas: 1721
Gracias recibidas: 1669

Leila Pinheiro - Gozos Da Alma (2005)

Notapor Roy58 » Dom 20 Mar, 2016 7:09 pm

Composición: Geraldo Carneiro

Otra canción del mismo disco...




Letra

Gozos da alma, estou partindo agora,
chegou a hora de partir, mas não
te deixo só porque não pode ser,
porque deixei todo o meu ser contigo,
não pode ser porque te levo em mim
Vou te levar comigo até meu fim,
e quando por um instante em nosso olhar
A ausência nos negar o olhar do amado
e então fizer pra nós do dia a noite mais constante,
não deixa a dor chegar, que é só um momento
quando viramos para o lado pra dormir,
porque quem guarda vivo o seu amor
nunca terá o tormento de partir,
faz nossa fé no mútuo amor provar
que se alguém vai ter que se mover
são nossos corpos, não o nosso ser

"¡El hombre se hace viejo muy rápido pero se hace sabio demasiado tarde!"
Protesto, luego existo (sin familiaridad con Descartes)
Avatar de Usuario
Roy58
Moderador
 
Mensajes: 7935
Registrado: Mié 14 Feb, 2007 10:58 pm
Ubicación: Puente del Mundo, Corazón del Universo
Gracias dadas: 1721
Gracias recibidas: 1669

Leila Pinheiro - Coração De Estudante

Notapor Roy58 » Dom 03 Abr, 2016 4:56 pm

Composición: Wagner Tiso/ Milton Nascimento



Versión de Milton Nascimento AQUÍ! :flecha:

Versión de Milton Nascimento & Roberto Carlos AQUÍ! :flecha:

Letra

Quero falar de uma coisa
Adivinha onde ela anda
Deve estar dentro do peito
Ou caminha pelo ar
Pode estar aqui do lado
Bem mais perto que pensamos
A folha da juventude
É o nome certo desse amor

Já podaram seus momentos
Desviaram seu destino
Seu sorriso de menino
Quantas vezes se escondeu
Mas renova-se a esperança
Nova aurora, cada dia
E há que se cuidar do broto
Pra que a vida nos dê flor e fruto

Coração de estudante
Há que se cuidar da vida
Há que se cuidar do mundo
Tomar conta da amizade
Alegria e muito sonho
Espalhados no caminho
Verdes, planta e sentimento
Folhas, coração,
Juventude e fé

"¡El hombre se hace viejo muy rápido pero se hace sabio demasiado tarde!"
Protesto, luego existo (sin familiaridad con Descartes)
Avatar de Usuario
Roy58
Moderador
 
Mensajes: 7935
Registrado: Mié 14 Feb, 2007 10:58 pm
Ubicación: Puente del Mundo, Corazón del Universo
Gracias dadas: 1721
Gracias recibidas: 1669

Leila Pinheiro - Verde (1985)

Notapor Roy58 » Sab 09 Abr, 2016 3:49 am

Composición: Eduardo Gudin

Con esta canción ganó el premio a la cantante revelación en el Festival de los Festivales (TV Globo 1985), clasificada en el tercer lugar consecutivo y fue su primer éxito radiofónico.


Imagen



Letra

Quem pergunta por mim
Já deve saber
Do riso no fim
De tanto sofrer
Que eu não desisti
Das minhas bandeiras
Caminho, trincheiras, da noite

Eu, que sempre apostei
Na minha paixão
Guardei um país no meu coração
Um foco de luz, seduz a razão
De repente a visão da esperança
Quis esse sonhador
Aprendiz de tanto suor
Ser feliz num gesto de amor
Meu país acendeu a cor


Verde, as matas no olhar, ver de perto
Ver de novo um lugar, ver adiante
Sede de navegar, verdejantes tempos
Mudança dos ventos no meu coração
Verdejantes tempos
Mudança dos ventos no meu coração

"¡El hombre se hace viejo muy rápido pero se hace sabio demasiado tarde!"
Protesto, luego existo (sin familiaridad con Descartes)
Avatar de Usuario
Roy58
Moderador
 
Mensajes: 7935
Registrado: Mié 14 Feb, 2007 10:58 pm
Ubicación: Puente del Mundo, Corazón del Universo
Gracias dadas: 1721
Gracias recibidas: 1669

Leila Pinheiro - Serra Do Luar

Notapor Roy58 » Jue 21 Abr, 2016 1:34 am

Composición: Walter Franco



Letra

Amor, vim te buscar
Em pensamento
Cheguei agora no vento
Amor, não chora de sofrimento
Cheguei agora no vento
Eu só voltei prá te contar
Viajei
Fui prá Serra do Luar
Eu mergulhei...Ah!!!Eu quis voar
Agora vem, vem prá terra descansar

Viver é afinar o instrumento
De dentro prá fora
De fora prá dentro
A toda hora, todo momento
De dentro prá fora
De fora prá dentro
A toda hora, todo momento
De dentro prá fora
De fora prá dentro

Amor, vim te buscar
Em pensamento
Cheguei agora no vento
Amor, não chora de sofrimento
Cheguei agora no vento
Eu só voltei prá te contar
Viajei...Fui prá Serra do Luar
Eu mergulhei...Ah!!!Eu quis voar
Agora vem, vem prá terra descansar

Viver é afinar o instrumento (de dentro)
De dentro prá fora
De fora prá dentro
A toda hora, todo momento
De dentro prá fora
De fora prá dentro
A toda hora, todo momento
De dentro prá fora
De fora prá dentro

Tudo é uma questão de manter
A mente quieta
A espinha ereta
E o coração tranquilo
Tudo é uma questão de manter
A mente quieta
A espinha ereta
E o coração tranquilo
A toda hora, todo momento
De dentro prá fora
De fora prá dentro
A toda hora, todo momento
De dentro prá fora
De fora prá dentro

"¡El hombre se hace viejo muy rápido pero se hace sabio demasiado tarde!"
Protesto, luego existo (sin familiaridad con Descartes)
Avatar de Usuario
Roy58
Moderador
 
Mensajes: 7935
Registrado: Mié 14 Feb, 2007 10:58 pm
Ubicación: Puente del Mundo, Corazón del Universo
Gracias dadas: 1721
Gracias recibidas: 1669

AnteriorSiguiente

Volver a BRASIL

¿Quién está conectado?

Usuarios navegando por este Foro: No hay usuarios registrados visitando el Foro y 2 invitados